Confira o resultado da IJSO Brasil 2014!

A partir da próxima edição, a IJSO Brasil passa a se chamar OBC (Olimpíada Brasileira de Ciências). Confira o novo site: www.obciencias.com.br


História

 

Origem da IJSO

Após a consolidação da realização de olimpíadas internacionais dos mais diversos campos acadêmicos, como Física, Química, Biologia, Matemática, Astronomia, entre outros, a IJSO surgiu em 2004 com a inovadora e ousada proposta de integrar o conhecimento científico numa única competição.

Com isso, estudantes tendem a ser estimulados desde cedo ao interesse pela ciência como primordial ferramenta ao contínuo desenvolvimento. Mantendo estes objetivos em mente, a primeira Olimpíada Internacional Júnior de Ciências, denominada resumidamente como IJSO, foi sediada em dezembro de 2004 na cidade de Jacarta, na Indonésia.

Desde então, a IJSO cresceu rapidamente não apenas em número de países participantes, mas também em cobertura da mídia e em apoio de empresas e órgãos governamentais incentivadores.

 

Maiores Vencedores

Ao longo da história da IJSO, os países asiáticos vêm conquistando grande destaque, principalmente no que se refere ao desempenho de Taiwan, Coreia do Sul, Indonésia e da Rússia. Além desses países, Alemanha, Tailândia e Singapura também costumam figurar entre os primeiros colocados da competição.

Em termos continentais, o Brasil apresenta ampla hegemonia na América, Zimbábue apresenta o melhor retrospecto entre os africanos e a Oceania foi representada pela primeira vez pela Austrália em 2008.

 

Retrospecto do Brasil

O Brasil participou de todas as edições da IJSO, conquistando resultados cada vez mais significativos. A campanha de 2004, com uma medalha de bronze e a 25.a colocação no ranking geral, foi sucedida por três medalhas de prata e uma de bronze em 2005, com o consequente salto para a 12.a posição. Em 2006, como país-sede, o Brasil pôde inscrever duas equipes na competição, terminando em 14.o lugar.

Desde 2007, todos os brasileiros que disputaram a competição receberam medalhas, o que deixou o Brasil entre os 10 primeiros colocados, mesmo com a quantidade de participantes atingindo a casa de 50 países. As medalhas de ouro conquistadas nas edições de 2008, 2010 e 2012 foram as únicas conferidas a um país da América em toda a história do torneio, chamando a atenção de delegações estangeiras ao posicionar o Brasil como único país de destaque de fora do eixo Ásia-Europa.

 

Delegações brasileiras

  • IJSO 2013 - Pune, Índia
  • Prata: Marina Maciel Ansanelli 
    Prata: Matheus Henrique de Almeida Camacho
    Prata: Lucca Morais de Arruda Siaudzionis 
    Prata: Letícia Pereira de Souza
    Prata: Leonardo Henrique Martins Florentino 
    Bronze: José Rodolfo de Farias Neto 
    Líderes: Allison Hirata, Ronaldo Fogo e Marcelo Henrique Vieira
    Observador: José Rodolfo de Farias Filho

  • IJSO 2012 - Teerã, Irã
  • Ouro: Felipe Brandão Forte 
    Prata: Rubens Martins Bezerra Farias
    Prata: Pedro Jorge Luz Alves Cronemberger 
    Prata: Matheus Henrique de Almeida Camacho
    Bronze: Gabriel Queiroz Moura 
    Bronze: Matheus Evangelista de Souza 
    Líderes: Márcio Martino, Hugo Marrochio e Ronaldo Fogo
    Observadores: Herbert Aquino Sousa e Antonino Barros Junior

    Prova Experimental: Ouro - Time A (Felipe Forte, Rubens Farias e Matheus Camacho)

  • IJSO 2011 - Durban, África do Sul
  • Prata: Luciano Drozda Dantas Martins 
    Prata: Liara Guinsberg
    Prata: Bruno Kenichi Saika
    Bronze: Nicholas de Souza Costa Lima
    Bronze: Marcelo Rigotto Stachuk
    Bronze: André Carvalho Guimarães
    Líderes: Allison Massao Hirata, Victor Fujii Ando e Ronaldo Fogo

  • IJSO 2010 - Abuja, Nigéria
  • Ouro: Ivan Tadeu Ferreira Antunes Filho 
    Prata: Juliane Trianon Fraga 
    Prata: Ramon Silva de Lima 
    Bronze: Liara Guinsberg 
    Bronze: Renan Fernandes Moreira 
    Bronze: Vinicius Querino Andraus
    Líderes: Thiago Serra, Marcelo Sandri e Ronaldo Fogo
    Observador: José Feliz

    Prova Experimental: Bronze - Time A (Ivan Tadeu, Juliane Fraga e Ramon Lima)

  • IJSO 2009 - Baku, Azerbaijão
  • Prata: Gustavo Haddad F. e Sampaio Braga 
    Prata: Ivan Tadeu Ferreira Antunes Filho 
    Prata: Lucas Colucci Cavalcante de Souza 
    Bronze: Gustavo de Carlis Miranda
    Bronze: Matheus José de Oliveira Guimarães
    Bronze: Pedro Victor Barbosa Noleto
    Líderes: Allison Massao Hirata, Felipe Pereira e Ronaldo Fogo 
    Observador: Rawlinson Medeiros Ibiapina

  • IJSO 2008 - Changwon, Coreia do Sul
  • Ouro: Gustavo Haddad F. e Sampaio Braga
    Prata: Cássio dos Santos Souza
    Prata: Elder Massahiro Yoshida
    Prata: Lucas Colucci Cavalcante de Souza
    Prata: Matheus Barros de Paula
    Bronze: Matheus Lima Barbosa de Tulio
    Líderes: Thiago Serra, Márcio Martino e Ronaldo Fogo
    Observador: Rubens Conilho Junior

  • IJSO 2007 - Taipei, Taiwan 
  • Prata: André Hahn Pereira
    Prata: Cindy Yushi Tsai
    Prata: Leonardo Pereira Stedile
    Prata: Matheus Barros de Paula
    Bronze: Victor David Santos
    Bronze: Wilson Nunes Hirata
    Líderes: Thiago Serra, Ana Maria Correia e Ronaldo Fogo

  • IJSO 2006 - São Paulo, Brasil
  • Prata: Hector Montenegro Terceros 
    Prata: Rafael Parpinel Cavina 
    Bronze: Jéssica Emy Carmo Niide 
    Bronze: Thiago Cabral Valverde 
    Demais estudantes brasileiros: Daniel Dezan Lopes da Silva, Gabriel Fiakovitz da Costa Leite, Lucas Vieira, Pedro Gustavo Solera Noveleto, Rodrigo Guedes Lang, Cristiane Oyafuso, Guilherme Eiichi da Silva e Philipp Herbst Minarelli

  • IJSO 2005 - Yogyakarta, Indonésia
  • Prata: Hugo Cangussu Marrochio 
    Prata: Juliana Ogassavara 
    Prata: Rafael Guedes Lang 
    Bronze: Bruna Nunes Buscariollo 
    Demais estudantes brasileiros: André Luiz Lanza e Igor Ogashawara

  • IJSO 2004 - Jakarta, Indonésia
  • Bronze: Rafael Guedes Lang 
    Demais estudantes brasileiros: Adriane Bagdonas Henrique, Bruna Guidini Santos, Jéssica Balero Okado, Karen Hosomi, Teramae e Thomas Gaze Debeus

     

    Realização

    Associação Cultural

    B8 Projetos Educacionais

     

    Apoio

    Escola Politécnica da Universidade

    de São Paulo - POLI-USP

    Twitter Oficial

    This user has reached the maximum allowable queries against Twitter's API for the hour.
    Você está aqui: Edições Anteriores História